Cebolas, limões e papel-higiénico: os bens raros de Jakarta

Março de 2020, o mundo teme o aquecimento global, as crises económicas e os vírus que andam aí. Em Jakarta, o drama está instalado porque não há cebolas. E que não se pense que é por causa dos primeiros casos de coronavírus terem sido detectados e a malta se ter lançado numa louca corrida aos supermercados, não. Já antes, quando ainda se acreditava que viver na Indonésia nos dava o super-poder da imunidade, a cebola era um bem mais valioso do que o ouro. Parece piada, mas digam-me lá, quanto tempo é que acham que iam demorar até começarem a bater mal por privação de cebola?

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo