Kuih Bangkit: bolachinhas de farinha de tapioca

As Kuih Bangkit, são umas bolachinhas de farinha tapioca de origem chinesa muito típicas da altura do Ano Novo Lunar. Têm poucos ingredientes e são muito fáceis de fazer se, ao contrário de mim, não decidirem complicar…

Normalmente têm formas de animais (como na foto acima) e são feitas com umas formas específicas de madeira trabalhada. Mas para simplificar, podem ser moldadas com as mãos em pequenas bolinhas. Desde que as descobri que se tornaram num vício e, claro que tive que aprender a fazê-las.

Receita de bolachinhas de farinha de tapioca

 

Ingredientes

  • 450 g de farinha de tapioca
  • 6 folhas de pandan (opcional)
  • 2 gemas de ovo
  • 165 g de açúcar em pó
  • 400 ml de natas de côco

Modo de preparação

O primeiro passo desta receita é o mais demorado e consiste em preparar e aromatizar a farinha. Coloquem a farinha num tabuleiro e levem-na ao forno a 100º, durante cerca de 1 hora para desidratar completamente enquanto absorve o aroma do pandan. O pandan é uma planta selvagem de folha muito resistente que é utilizada para diversos fins, até para fazer peças de artesanato como as que vos mostro neste post.

Como é um ingrediente que penso que não encontram com facilidade, podem saltar esta parte da aromatização, mas não a da desidratação da farinha porque é mesmo importante.

Quando a farinha se tiver transformado num pó muito leve, está pronta. Retirem do forno e deixem arrefecer completamente. O peso da farinha está agora um pouco reduzido (porque a água que continha evaporou), é normal.

Peneirem a farinha para uma taça e reservem.

Abram a embalagem de natas de côco e retirem apenas a parte sólida. Se houver líquido no fundo, não misturem. Quanto mais espessas estiverem as natas, melhor.

Batam as gemas com o açúcar e, quando obtiverem um preparado uniforme e cremoso, comecem a juntar pouco a pouco a farinha e as natas de côco, misturando sempre com uma colher.

Quando tiverem adicionado os ingredientes por completo, amassem com as mãos até obterem uma pasta uniforme e não pegajosa.

Por fim, façam pequenas bolinhas na palma da mão e coloquem num tabuleiro forrado com papel vegetal e não untado.

Foi neste ponto que eu decidi ser demasiado fiel ao original e dificultar a minha vida. Em vez de fazer simples bolinhas, comprei umas formas específicas para kuih bangkit numa feira de antiguidades. As formas são lindas, todas trabalhadas com desenhos de animais, mas não vinham ensinadas e foi muito difícil desenformar as bolachas. Ao ponto de me ter magoado no processo (tenho um video no Instagram onde me podem ver em acção e a falhar). Por isso, keep it simple, esqueçam as formas bonitas e façam bolinhas.

 

Levem depois ao forno a 160º até as bolachinhas começarem a dourar ligeiramente (cerca de 20 minutos, dependendo do tamanho).

 

O resultado são umas bolachinhas secas que se derretem na boca e que não vão conseguir parar de comer.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo