Rita@Croácia

Duração: 1 semana
Destinos: Rovinj, Lagos Plitvicka, Trogir, Hvar, Dubrovnik
Deslocações: ferry de Veneza para Rovinj, carro, ferry ida e volta para Hvar e avião (saída de Dubrovnik)
Alojamento: apartmentos e hotéis reservados via Booking e AirBnB
Mês: Setembro

Esta foi a minha segunda visita à Croácia, da primeira fiquei duas semanas e penso que para umas férias mais relaxantes é o mínimo ideal. Mas como desta vez só tinhamos uma semana neste destino (a primeira semana foi passada na Grécia), não houve tanto tempo para ficarmos deitados na praia mas ainda assim penso que conseguimos um bom mix de passeio e relax.

O nosso primeiro destino foi Rovinj, chegámos de ferry vindos de Veneza com a Venezialines (comprámos os bilhetes pela net com alguma antecedência).
Inicialmente tínhamos planeado ficar só uma noite e seguir viagem na manhã seguinte bem cedo, mas depressa percebemos que Rovinj era uma vila muito gira e que valia a pena visitarmos com mais atenção. Por isso acabámos passar o dia todo a conhecer a vila e as redondezas. Entre passear pelo centro, ir à praia e visitar o fiord Lim, há imensa coisa para fazer.
Saímos ao final do dia em direcção ao Parque Nacional de Plitvice a cerca de 3 horas de carro.

Rovinj{Rovinj}

Na manhã seguinte visitámos os Lagos Plitvice, um sítio FABULOSO. Escolhemos fazer um trajecto de cerca de 3 horas que passa pelos pontos principais e que não exige grande preparação física. O tempo estava um pouco encoberto o que até acabou por tornar o passeio mais agradável.
No final da visita almoçámos na saída do parque e seguimos viagem para Trogir (junto ao mar).

Plitvitcka-Lakes{A vista do lago principal}

Plitvitcka-Lakes 1{A cor da água dos lagos é indescritível}

Trogir fica numa ilha, ligada à parte continental por uma ponte que pode ser atravessada a pé.
Vale a pena passear pelas ruas do centro histórico, considerado Património da Humanidade pela Unesco. Ficámos só uma noite e dividimos as nossas actividades em passeios pelo centro e uma ida à praia de Copacabana (!) – Okrug Gornji.

Trogir{A praça central de Trogir}

O nosso quarto destino foi a ilha de Hvar onde ficámos 2 noites. Para chegar até lá apanhámos um ferry em Split (para informações sobre os ferrys visitem o site da Jadrolinija).
Em Hvar, além do centro histórico da vila principal, vistámos a aldeia abandonada de Malo Grablje, uma outra aldeia – Velo Grablje, conhecida pelo cultivo de lavanda, Jelsa – uma vila junto ao mar e onde fica também a única praia de areia da ilha onde depois de uns mergulhos, seguimos viagem até Zavala, no Sul. E daí para Sveta Nedilja, onde o mar é bastante fundo e a costa é escarpada. A vista é fantástica e pelo caminho até lá a paisagem é coberta de vinhas.
Ao final do dia, no regresso a Hvar town, ainda visitámos o forte que fica no cimo de um monte com vista para a vila e para as ilhas em redor.
Na manhã seguinte, antes de partirmos, fomos até à praia de Bonj les Bains. Deu tempo só e apenas para ver as vistas e tirarmos umas fotos antes de começar a chover torrencialmente.
Infelizmente, durante a nossa estadia, o tempo não esteve maravilhoso mas ainda assim conseguimos passear bastante, dar mergulhos, apanhar sol e só fomos brindados pela chuva no momento de irmos embora para apanhar o ferry de regresso a Split.
Dicas para Hvar: reservem estadia com a Morana; experimentem o restaurante Luna

Hvar{ A praça central de Hvar }

Hvar (2){ A aldeia abandonada de Malo Grablje }

Hvar 3{ A praia de Bonj les Bains }

A nossa chegada a Dubrovnik fez-se debaixo de chuva torrencial até cerca de 30 km da cidade. Depois, o tempo começou a melhorar e o Sol apareceu.
Ficámos 2 noites, e além do típico passeio na muralha, mais uma vez as nossas actividades de lazer passaram por passeios no centro, mergulhos na praia, neste caso na praia de Banje (pertíssimo do nosso apartamento) e uma subida ao monte Srdj (de carro) para ver o por do Sol.

Dicas em Dubrovnik: vale a pena acordar cedo, e passer pelas ruas do centro antes dos grupos de turistas vindos dos cruzeiros atacarem a cidade.
Vão ver a galeria de fotografia War Photo Lda, não perca os bares Buza (I & II), subam ao monte Srdj (de teleférico, de carro ou a pé se tiverem muita preparação física).

Dubrovnik{O porto antigo de Dubrovnik}

Dubrovnik 1{O bar Buza I e a sua típica praia croata}

Dubrovnik 2{A vista do monte Srdj ao por do Sol}

O último sítio que visitámos foi a vila de Cavtat, que fica já muito perto do aeroporto. É uma vila pequena, junto ao mar e apesar de não ter muito para ver, revelou-se uma das melhores descobertas destas férias por dois motivos: tem um percurso muito agradável junto ao mar, onde demos um belo passeio e só não fomos a banhos porque depois não tínhamos onde tomar um duche antes de ir para o avião e porque tem o melhor restaurante onde fomos durante esta semana, o Bugenvila.

Comparando a minha primeira visita à Croácia (em 2009) com esta, notei muitas mudanças positivas no que diz respeito às infraestruturas e serviços ligados ao turismo.
Achei as pessoas com uma abordagem mais simpática, os alojamentos com melhor qualidade e os restaurantes mais cuidados e com comida deliciosa.
Esta viagem serviu para confirmar o meu profundo amor por este país e para converter mais um fã, o Pedro!
Significa portanto que estamos prontos para lá voltar :)

 

 

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo